Nossa História

Eduardo Ribeiro Costa, começou sua trajetória profissional nos idos dos anos 80. Naquela época, não havia tantas empresas dedicadas à importação ou exportação como hoje; agente de carga, transitário internacional, freight forwarder ou NVOCC , quase não existiam em território nacional, e o número de comissárias de despachos, bem assim, de profissionais despachantes aduaneiros era reduzido.

Nascido no Estado da Guanabara, Capital Federal do Brasil, atual município e capital do Estado do Rio de Janeiro. Graduou-se em Economia e Direito, em São Paulo e São Bernardo, cidades que aprendeu a respeitar e admirar; em Santos, Cidade – Porto, cursou seu Mestrado em Direito Internacional.

O ingresso na atividade aduaneira se deu pelas mãos de seu saudoso pai, Saulo Silva Costa, Auditor – Fiscal do Tesouro Nacional – AFTN, atualmente, Auditor – Fiscal da Receita Federal do Brasil AFRFB, por concurso público realizado em 1962; Soteropolitano, com extremado orgulho de sua origem, como é peculiar àqueles nascidos ou adotados pela cidade de Salvador, Bahia; apaixonado pela capital do Estado do Rio de Janeiro, onde passou a residir desde tenra idade, admirador do dinamismo singular da máquina administrativa paulistana, que conheceu quando nomeado para o exercício de suas atividades fiscalizatórias em 1982, lotado na Divisão de Controle Aduaneiro – DIVCAD da Inspetoria de São Paulo.

Além de seu pai, outros mestres aduaneiros influenciaram fortemente sua vida profissional. Os primeiros, com os quais têm dívida eterna de gratidão, sobressai o Economista José Augusto Sobreda Filho e o Administrador Romeu de Lello, de quem recebeu a seguinte instrução: “ Eduardo, em Comércio Exterior, tudo é regrado, você encontrará as respostas na legislação aduaneira “. De sua passagem pela Comissária de Despachos Itápolis, destaca-se o Despachante Aduaneiro Eurico Celso Correia de Moraes, na Schenker do Brasil, não há como esquecer de Jacques Meyer.

Aduanas e Comércio Exterior são temas complexos que exigem do profissional a eles vinculado, muito estudo, dedicação e empenho na solução dos problemas e desafios cotidianos. Estes são os elementos que fazem parte do DNA de Eduardo Ribeiro Costa.